Como Fazer um Plano de Negócio Que Funciona

Como Fazer Um Plano De Negócio Que Realmente Funciona ?

Você quer trabalhar por conta própria, abrir a sua empresa com segurança? A primeira coisa que precisa fazer é um bom Plano de Negócio. Seja para organizar as suas ideias, ter controle sobre o processo e até mesmo engajar e atrair investidores.

Um Plano de Negócios serve tanto para validar se sua ideia irá funcionar, quanto para expandir um negócio já existente. E saiba, fazer um plano de negócio não precisa ser um bicho de sete cabeças. Aqui, neste guia você vai encontrar os passos necessários de forma prática e sem mistérios.

Mas antes de começarmos é importante que você mantenha em mente três princípios básicos que irão facilitar todo o seu processo de planejamento, otimizando o seu tempo e garantindo que ao final você tenha o seu plano e possa se concentrar na criação do seu negócio.

3 Princípios Básicos Para Elaborar Seu Plano De Negócio

1.Livre-se do medo de começar

Iniciar o seu plano de negócio pode parecer assustador no início, mas não precisa ser assim. Lembre-se que o seu sonho de abrir um negócio ou expandir o já existente depende de você, muitos obstáculos poderão aparecer e até mesmo pessoas que irão tentar desencorajar você, não de atenção de cara, se esforce em construir o seu plano, respire fundo e siga em frente.

2.Pense em quem vai ler

Escreva de forma simples e direta. Evite excessos, pense em quem vai ler o seu plano de negócio e de incluir as informações necessárias para a tomada de decisão.

3.Menos é mais

Mantenha seu Plano de Negócio curto, caso você tenha informações adicionais pode sempre incluir alguns anexos ou mesmo mantê-los em apêndices ao texto. E principalmente lembre-se que planejar é um processo e você sempre poderá incluir novas informações ou dados quando aparecerem.

O que não pode faltar no seu Plano de Negócio

Seus projetos terão maior chance de sucesso se você organizar as suas ideias e pensar nos detalhes necessários para que ele saia do papel, se torne real e lucrativo.

O EdTech você.expert, quer que mais pessoas tirem seus projetos do papel e com sucesso. Por isso, criamos abaixo o passo a passo do Plano de Negócio para que você possa analisar todas as minúcias de seu produto ou serviço e, ao final de cada item, por em prática o que foi passado. Continue a ler esse artigo, o Plano de Negócio ajudará a responder a seguinte pergunta: “qual a melhor maneira de abrir, manter ou ampliar o negócio?”

Seu Plano de Negócio

1. Qual é o problema que você está resolvendo?

2. Qual é o seu produto ou serviço?

3. O Mercado e a concorrência

4. Hora de fazer o famoso 4Ps de seu Plano de Negócio!

5. Time, parceiros e proprietários

6. Preencha seu Business Model Canvas

7. Plano de Execução

8. Análise SWOT

9. Escopo financeiro

10. Conclusão

1. Qual é o problema que você está resolvendo?

“Um grande negócio começa pequeno”, esta frase atribuída a Richard Branson define bem a importância de se pensar grande, mas começar pequeno, visualizando, planejando e executando cada pequeno passo em direção ao sucesso.

Nessa etapa você precisa pensar sob a ótica dos seus potenciais clientes, qual o problema, qual a “dor” deles? Como sua empresa, serviço ou produto irá solucionar?

Uma técnica muito utilizada para identificar a raiz do problema é a dos “5 porquês”, criada pela Toyota, na década de 70 e ainda muito atual, a fim de melhorar a eficiência e a qualidade de seus produtos. A técnica consiste em, após definido o problema, questionar o porquê por cinco vezes, até que se encontre sua verdadeira causa.

Feito o exercício acima, descreva exatamente qual é o problema (ou os problemas) que está resolvendo e quem você é resolvendo isso. Apresente as diferentes perspectivas sobre o problema (ou seja, quem são os usuários, clientes, influenciadores …).

2. Qual é o seu produto ou serviço?

Ao definir o produto ou serviço oferecido, é preciso ter em mente qual o perfil de público que sua empresa quer atingir. Entender o que seu mercado-alvo valoriza será importante para identificar mais detalhadamente o que analisar em seus concorrentes e qual deve ser o posicionamento de marketing de sua empresa.1

Por exemplo, imagine que os criadores de uma bicicleta elétrica, antes de criarem o seu produto, analisaram qual era o desejo do público e o que poderiam fazer para supri-lo. Veja abaixo um exemplo de descoberta:

“Seus potenciais clientes esperavam que o mercado apresentasse uma bicicleta elétrica mais forte e mais rápida do que as disponíveis no mercado brasileiro e que fosse compatível com a tecnologia já disponível no mundo e que tivesse um preço mais acessível”

O EdTech você.expert recomenda que ao fazer este plano para o seu negócio, você tenha em mente:

  • Descreva o produto/serviço oferecido.
  • Como o cliente se beneficia do seu produto? Como é desenvolvido o produto/serviço? Quais são os próximos estágios?

Descreva quaisquer patentes, proteção IP e quaisquer problemas.

3. O Mercado e a concorrência

Ofereça dados concretos sobre o mercado atual e futuro. Aqui não é o momento de supor, mas de buscar, para você mesmo, o real tamanho do seu mercado com dados e números concretos. Quanto mais realista você for, mais chance de sucesso terá. Inclua o potencial de mercado futuro e atual.

Ao pensar na sua concorrência, vá além dos seus concorrentes diretos. Pense também nas empresas que não vendem exatamente o mesmo produto ou serviço, mas indiretamente podem suprir a demanda de seu público.

Por exemplo, se você é um escritor, um concorrente indireto poderá ser um blogueiro que oferece informação ao seu consumidor. Entender seu concorrente, sem filtros, te ajudará a identificar seu valor real e a mensagem do seu diferencial a ser passado ao seu futuro cliente.

Um outro ótimo ponto é identificar possíveis parceiros, prestadores de serviços e fabricantes de produtos, que são importantes para o desenvolvimento de seu negócio. Por exemplo, se você é um escritor, influenciadores e sites de conteúdo podem ajudá-lo a disseminar seus artigos; se você pensa em abrir uma loja de roupas, fábricas de confecção, costureiras podem ser suas parceiras.

4. Hora de fazer o famoso 4Ps de seu Plano de Negócio!

Esta é uma famosa estratégia de marketing que deve ser utilizada em seu plano de negócio. Dependendo do autor, os 4Ps do Marketing também podem ser chamados de Marketing Mix e são eles: Produto, Preço, Praça e Promoção.

Você deve buscar o equilíbrio entre eles, os 4Ps tendem a fazer com que você atinja e conquiste um determinado público-alvo.

Produto:

– Qual seu maior diferencial

– O que é o mínimo que precisa oferecer?

– Descreva seu produto no formato ideal, seu sonho.

– Nome e aparência

Preço:

– Qual o preço de mercado (consumidor final e/ou atacado)

– Qual preço dos concorrentes principais

Praça:

– Onde o cliente busca comprar o que você oferece?

– A venda será com corpo de vendas nas ruas, por telefone ou online?

– A venda digital está contemplada? (recomendação que sim)

– Conseguiria distribuidores ou parceiros para seu produto?

– Existe mercado fora do Brasil para o seu produto?

Promoção:

– Como pretende promover seu produto?

5. Time, parceiros e proprietários

Sobre gestão e operacional:

1.Descreva os fundadores, a equipe de gestão e os conhecimentos e habilidades profissionais do conselho consultivo.

2.Descreva qualquer outro pessoal e conselheiros que também sejam importantes para o sucesso do negócio e quais habilidades são fundamentais. Que habilidades adicionais são necessárias para o negócio curto, médio e longo prazo tanto em gestão e em áreas tecnológicas.

3.Incluir biografias curtas das pessoas a equipe.

Sobre os proprietários:

1.Descreva a propriedade do negócio e quem está envolvido

2.Faça uma minibiografia de cada um (caso tenha sócios)

6. Preencha seu Business Model Canvas

O Business Model Canvas, também conhecido como “Canvas” é uma ferramenta poderosa de planejamento estratégico, e com ela você consegue estruturar seu modelo de negócio e validar a viabilidade da sua ideia. Conhecido como Canvas, é uma ferramenta de planejamento estratégico, que permite estruturar seu modelo de negócio e saber se é viável ou não.

É um mapa visual pré-formatado contendo nove blocos, são eles:

1.Proposta de valor: como o produto ou serviço que você vai oferecer oferece valor ao seu usuário final;

2.Segmento de clientes: além de clientes diretos, pode ser que seu produto ou serviço supra uma necessidade não planejada de um cliente indireto. Digamos, ao listar que o seu evento trará benefícios ao seu cliente indireto, os bares ao lado da casa de show, você pode pensar em parcerias como os mesmos. Da mesma maneira, todo e qualquer negócio que fizer, beneficia clientes indiretos na cadeia de comércio. Percorra a história de compra do seu produto ou serviço para identificar os seus;

3.Os canais: como o cliente compra e recebe seu produto e serviço;

4.Relacionamento com clientes: após ter identificado cada segmento de cliente, é hora de escrever como sua empresa se relacionará com cada segmento: online, offline, via mídia paga, influenciadores, redes sociais;

5.Atividade-chave: quais são as atividades essenciais para que seja possível entregar a Proposta de Valor;

6.Recursos principais: são os recursos necessários para realizar as atividades-chave, aqui liste não apenas recursos financeiros, como tecnológicos e intangíveis (como ssua rede de contatos, mentores, seguidores, por exemplo);

7.Parcerias principais: são as atividades-chave realizadas de maneira terceirizada e os recursos principais adquiridos fora da empresa;

8.Fontes de receita: são as formas de obter receita por meio de propostas de valor, financiadores, pré-venda ou financiamento coletivo. Se for considerar fazer um financiamento coletivo consulte esse link : https://www.kickante.com.br/criar é uma plataforma de financiamento coletivo onde você poderá fazer uma pré-venda dos seu produto e que também proporciona um teste de mercado.

9.Estrutura de custos: São os custos relevantes necessários para que a estrutura proposta possa funcionar. Listar custos fixos, temporários e intangíveis.

7. Plano de Execução

Esta é a parte mais importante. O mundo está cheio de ideias, mas são aqueles que executam ideias que ouvimos falar nos jornais, revistas e televisão. Esta parte do plano te ajudará a ser um deles.

– Faça um plano de 3 a 5 anos, dependendo do ciclo comercial do segmento

– Use este modelo online de plano de ação para fazer uma projeção do seu plano de ação para o desenvolvimento da sua ideia.

8. Análise SWOT ou FOFA

Já ouviu falar desse tipo de análise? É uma ferramenta criada para auxiliar pessoas, organizações ou empresas a identificar e mapear, forças, oportunidades, fraquezas e ameaças no contexto da competição em planejamento de projetos ou negócios.

Vamos identificar o risco da sua ideia. Algo importante e que você quer ser o primeiro a saber, não é verdade?

Mas atenção essa é uma análise que você deve fazer antes de lançar a sua empresa, e deverá fazê-la várias vezes ao longo do desenvolvimento da sua empresa ou ideia, por se tratar de variáveis, mudarão ao longo do tempo.

Veja aqui o modelo para utilizar na sua empresa: Análise SWOT

9. Escopo financeiro

Explique o tempo e dinheiro necessários para esta etapa do seu desenvolvimento.

Providencie previsões de fluxo de caixa e dê uma visão geral do balanço futuro estrutura. Forneça uma projeção financeira de 3 anos para ter uma visibilidade maior de oportunidades e riscos.

E o mais importante, tenha um planejamento pessimista, neutro, otimista ou fundo do poço (situação em que você precisa mudar o rumo ou fechar a empresa). Você precisará se preparar para qualquer situação revisando sempre suas métricas de maneira cirúrgica.

  • Em qual momento o negócio deverá ser lucrativo?
  • Quanto de investimento pessoal do(s) fundador(es) está no negócio agora?
  • E quais investimentos adicionais estão planejados, se houver?
  • Que fundos adicionais estão sendo planejados?

Detalhar os custos de seu negócio fará com que você tenha uma visão macro de quanto de dinheiro seu negócio precisa para ser saudável.

Acesse Escopo Financeiro Completo e baixe o modelo :

10. Conclusão

Para finalizar o seu plano de negócio, é importante você refletir no porquê de estar se engajando neste projeto; quão importante ele é para você; E porque você acredita que é financeiramente sustentável.

Agora é colocar a mão na massa e escrever o seu Plano de Negócio e começar a sua caminhada rumo ao seu sonho.

Fique bem!

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima